Barroso sobre Bolsonaro: ‘Fico feliz que tenha se convencido que não há problema’

Na segunda-feira (4), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizou uma cerimônia para a abertura do código-fonte das urnas eletrônicas no país, procedimento esse que marca o início do ano eleitoral referente a 2022. Na ocasião, o presidente da corte, ministro Luís Roberto Barroso, falou sobre o atual momento e da postura do presidente Jair Bolsonaro sobre o voto eletrônico.

“No tocante à posição do presidente Jair Bolsonaro, eu fico extremamente feliz que ele tenha se convencido de que não há problemas no voto eletrônico. Melhor assim”, afirmou o ministro, lembrando uma declaração dita por Bolsonaro durante uma entrevista para a revista Veja.

Na ocasião, Bolsonaro lembrou que Barroso havia decidido incluir às Forças Armadas entre as entidades que fazem o acompanhamento da apuração dos votos nas urnas, junto ao TSE, destacando que a presença dos militares daria credibilidade ao resultado da apuração, desde que eles participem de todas as fases do processo.

“Acho que a presença das Forças Armadas na comissão de transparência é boa e tão válida quanto a presença da Polícia Federal, a presença da Procuradoria-Geral da República. Ninguém é melhor nem pior do que ninguém”, afirmou Barroso, segundo o G1.

Barroso ainda disse acreditar que a pauta do voto impresso foi “finalmente” enterrada, sugerindo que o tribunal atuou para banir das desconfianças em relação ao voto eletrônico. “O TSE teve a preocupação de esclarecer a parcela da população que tinha dúvidas acerca do sistema. Procuramos atuar didaticamente para dizer que uma causa que precise de ódio e teoria conspiratória não é uma causa boa”, declarou o ministro.