Damares Alves

Damares esculacha a Globo após jornalista fingir ser cliente de Heloísa Bolsonaro

Damares Alves lembrou de episódio envolvendo sua própria filha para denunciar o ativismo da rede Globo

13/09/2019 22h34
Por: Will R. Filho

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, usou suas redes sociais para comentar o caso de Heloísa Bolsonaro, esposa de deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República, que foi vítima de uma armação feita por um jornalista da revista Época.

"@redeglobo @revistaepoca este é o tipo de profissional que vocês têm em seu quadro de pessoal? Onde está o bom e velho jornalismo? Como se não bastasse o pseudo jornalista tentar enganar a esposa do Deputado @bolsonarosp, vocês ainda publicaram a matéria?", questionou Damares.

Segundo Heloísa Bolsonaro, que é psicóloga, o jornalista João Paulo Michael Saconi fingiu ser homossexual e precisar de atendimento, sem se identificar, com a intenção de conseguir dela informações que pudessem servir de manchete contra a família Bolsonaro, isto é, para fins políticos. 

"Mas o tiro saiu pela culatra!", escreveu Damares em sua rede social. "Mesmo esse pseudo jornalista forçando conversas, em momento algum ela desrespeitou a comunidade LGBT e a religião alheia. Faço aqui uma reflexão: Este episódio apenas REVELOU o caráter desse rapaz", destacou a ministra.

"Meu apoio a querida Heloisa Bolsonaro, que foi alvo de um ataque político, mesmo sem ter qualquer cargo na política. Meu apoio aos milhares de profissionais que foram feridos por terem uma colega atacada no ofício da profissão. Para vocês, quais as medidas que a Rede Globo deveria tomar frente à quebra de ética de um de seus funcionários?", perguntou Damares.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas