Ataque em escola

Adolescente de 17 anos ataca alunos com machado e tenta incendiar sala de aula

"Quando ele começou a atacar, o professor veio e conseguiu tirar (a machadinha) da mão dele", relatou um adolescente ouvido pela reportagem.

21/08/2019 17h54
Por: Opinião Crítica
Fonte: Gaúcha ZH

Um adolescente de 17 anos atacou alunos com golpes de machadinha no Instituto Estadual Educacional Assis Chateubriand, em Charqueadas, na Região Carbonífera, nesta quarta-feira (21). O tenente Mauro Guterres Lemos, comandante do Corpo de Bombeiros de São Jerônimo, informa que são seis estudantes — entre 12 e 14 anos — feridos. Conforme a assessoria do Hospital de Charqueadas, após serem atendidas, todas as vítimas foram liberadas. 

Após desferir golpes contra os alunos, o homem, que portava um galão com combustível, teria tentado atear fogo a uma sala de aula. Segundo o chefe do Corpo de Bombeiros Voluntários, Maurico Naatz, os ferimentos nas vítimas são nas mãos, costas e pernas. A Secretaria Estadual de Educação afirma que nenhum dos atingidos teve ferimentos graves.

— Quando ele começou a atacar, o professor veio e conseguiu tirar (a machadinha) da mão dele — relatou um adolescente ouvido pela reportagem. 

O estudante ficou ferido nas costas, recebeu atendimento e já foi liberado. Comandante do Corpo de Bombeiros de São Jerônimo, o tenente Mauro Guterres Lemos afirmou que o autor ateou fogo a uma sala de aula. O princípio de incêndio foi controlado com extintor, pelos próprios professores. 

Governador em exercício, o secretário da Segurança Pública do Estado, Ranolfo Vieira Júnior afirmou que dos seis alunos atendidos, quatro tiveram ferimentos e dois precisaram ser encaminhados ao hospital para acompanhamento psicológico, por estarem impactados pelo fato. 

— Estamos aqui com objetivo de tranquilizar a comunidade escolar, embora reconhecemos a gravidade do fato. Vamos chegar à autoria desse crime, não tenho dúvidas. Não vamos admitir situações dessa natureza — afirmou. 

O acesso à escola está bloqueado. A instituição informou que não haverá aula nesta quinta-feira (22).

— Ele entrou dentro da escola com a machadinha e um galão de gasolina — relatou o chefe do Corpo de Bombeiros Voluntários, Maurico Naatz.

Naatz disse ainda que não há informação sobre o vínculo do agressor com o colégio. Os alunos foram liberados das atividades escolares.

— Todas as vítimas foram encaminhadas ao hospital. Estão em estado regular, mas bem nervosos pelo fato que aconteceu na escola. Todas estão fora de risco, mas com ferimentos. A comunidade escolar está bem agitada com esse fato — disse Naatz. 

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do Hospital de Charqueadas informou que quatro meninas e dois meninos receberam atendimento na casa de saúde. A instituição esclarece ainda que "todos os estudantes apresentaram ferimentos superficiais e nenhum necessitou de realização de cirurgia."

A escola também se manifestou por meio das redes sociais. Em publicação na página do Facebook, os responsáveis pelo Instituto Estadual Educacional Assis Chateubriand afirmaram que estão "chocados com o fato".

—Queremos tranquilizar a comunidade escolar de que neste momento não há alunos na escola e estamos sendo amparados pelos órgãos de segurança e Secretaria de Educação — informa a postagem.  (Gaúcha ZH).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas