Bolsonaro condena humilhação sofrida por motoboy em SP: “Todos somos iguais”

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais para enviar uma mensagem de solidariedade ao motoboy que sofreu humilhação em um condomínio de luxo no interior de São Paulo, após um morador lhe discriminar racialmente e lhe chamar de “lixo”.

“Independentemente das circunstâncias que levaram ao ocorrido, atitudes como esta devem ser totalmente repudiadas. A miscigenação é uma marca do Brasil. Ninguém é melhor do que ninguém por conta de sua cor, crença, classe social ou opção sexual”, escreveu Bolsonaro.

“Que a indignação dos brasileiros sirva de lição para que atos como esse não se repitam. Todos somos iguais! Embora alguns trabalhem para nos dividir, somos um só povo!”, destacou o presidente.

Por fim, Bolsonaro desejou ao motoboy, chamado Matheus Pires, bençãos de Deus e expressou empatia para com o ocorrido. “Meus votos de solidariedade e sucesso ao entregador Matheus, bem como a toda sua família. Deus os abençoe!”

Doente mental?

Segundo o jornalista Reinaldo Gottino, o homem que aparece ofendendo o entregador teria “problemas mentais”. A informação teria sido repassada pelo pai do mesmo, o qual teria apresentado laudos para comprovar a sua declaração.

Contudo, Matheus também teria informado que o agressor foi dirigindo o próprio carro para a delegacia onde foi registrado boletim de ocorrência contra ele, e ainda teria voltado a agredir o motoboy em frente à delegacia.

“O que ele faz é p/se mostrar superior. Teve um momento que ele cuspiu em mim, jogou a nota no chão e disse que eu era lixo. Na frente da polícia, ele continuou com as agressões, me chamou de favelado”, afirmou o motoboy.

– Independentemente das circunstâncias que levaram ao ocorrido, atitudes como esta devem ser totalmente repudiadas.- A…

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Friday, August 7, 2020