Feliciano critica Xuxa após divulgação de livro LGBT para crianças: “Decadente”

Feliciano critica Xuxa após divulgação de livro LGBT para crianças:
Reprodução: Google

Assinado por Xuxa Meneghel, o livro LGBT para crianças chamado “Maya – Bebê arco-íris” já despertou a ira de quem é contra o ativismo ideológico de gênero, como o pastor e deputado federal Marco Feliciano.

Para o deputado, o livro representa um “ataque” à “formação na primeira infância” das crianças promovido por “pessoas consagradas na mídia e pelo grande público”, neste caso específico a Xuxa.

“Esse é o caso de Maya – Bebê Arco-íris, o novo ‘livro’ da apresentadora Xuxa Meneghel, em que ela aborda o tema LBGT para bebês e crianças”, afirma Feliciano em uma publicação na sua coluna para o site Pleno News.

“É deprimente ter que conviver com pessoas que usam da sua fama e prestígio para atingirem o maior bem da família, que é a inocência das crianças”, ressalta o parlamentar.

Livro LGBT de Xuxa

O livro LGBT assinado por Xuxa possui apenas 32 páginas e teria sido inspirado na sua afilhada Maya, que é filha de Vanessa Alves e Fabi Geledan, amigas da apresentadora, segundo informações do BebêMamãe.

Xuxa comentou a divulgação da capa do livro infantil, voltando a retratar o conceito de “amor” de forma abstrata para defender a sua visão de mundo:

“Meu bebê arco-íris tá chegando nesse mundão tão necessitado de amor. Sei que esse livro não é só pra baixinhos e sim pro mundo. Sei que muitos, sem ler, vão querer criticar, mas ela só quer colocar música, sorriso e alegria na vida de quem sabe que Deus é amor”, disse ela.

Antes do lançamento do livreto, Xuxa já havia comentado a obra com temática LGBT para crianças também no mesmo sentido de amor subjetivo: “Eu tentei colocar de uma maneira lúdica, bonita. Para que as crianças possam entender que o amor é mais importante do que qualquer coisa”, afirmou, conforme notícia do Opinião Crítica.

Para entender a complexidade envolvendo o conceito de “amor” em narrativas abstratas, recomendamos a leitura do texto: Toda forma de amor vale a pena? Entenda a armadilha ideológica dessa afirmação

Para Feliciano, os pais devem proteger seus filhos de livros como o lançado pela Xuxa.

“Aqui vai um aviso aos pais e educadores, protejam nossas crianças de tão terrível mal, o recrudescimento da malévola ideologia de gênero. E pior, partindo de alguém ainda com grande influência mesmo que decadente”, diz o deputado.

Xuxa diz que fez filme com cena erótica com criança de 12 anos por causa de Pelé