“Lockdown não resolveu o ano passado. Vai resolver este ano?”, questiona Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar a adoção de medidas restritivas durante a pandemia do novo coronavírus. Ao chegar no Palácio da Alvorada na última noite (23), o líder do executivo rebateu críticas sobre o aumento de preços de vários produtos no país, apontando o lockdown como um possível culpado.

“Lockdown não resolveu o ano passado. Vai resolver este ano? Agora, como é que fica a economia? O pessoal reclama de inflação, alta em medicamentos, alta em um montão de coisa. Querem culpar quem?”, questionou Bolsonaro.

Na mesma ocasião, o presidente argumentou que o lockdown só deveria ser recomendado para idosos e pessoas do grupo de risco do Covid-19, e não para toda a população. Bolsonaro ainda disse que o Covid-19 não irá desaparecer, havendo a necessidade da maior parte da população seguir a “vida normal”.

“[O vírus] vai ficar rodando, igual a outro vírus qualquer”, afirmou Bolsonaro. O presidente voltou também a defender o que chamou de “atendimento precoce”, ao dizer que o médico tem autonomia para estabelecer qual é o melhor tratamento dos seus pacientes.