Web levanta “#DoriaMentiroso” após autoria da vacina do Butantan ser questionada

Anunciada na sexta-feira como “100% brasileira”, a suposta vacina do Butantan, ou ButanVac, como vem sendo chamada, já virou alvo de polêmica e reações negativas, após a patente do possível medicamento ser reivindicada pela escola de Medicina Icahn, do Instituto Mount Sinai, nos Estados Unidos.

O jornal Folha de S. Paulo revelou que o hospital americano afirma ser o dono da patente desse imunizante, segundo o G1, o que acabou colocando em descrédito o anúncio do governo paulista sobre a natureza “100% brasileira” da vacina.

Como resultado, a hashtag #DoriaMentiroso foi parar entre as 10 mais citadas no Twitter até o fechamento dessa matéria. Até a deputada Janaína Paschoal lamentou o fato, apontando interesses políticos por parte do governo paulista.

“Não entendo por qual razão o Governador festeja como integralmente nacional o que não é”, comentou Janaína em sua rede social, apontando a gravidade do anúncio feito pelo Butantan, o qual teria omitido informações sobre a parceria com pesquisadores dos EUA.

“Considero grave o fato de o Governador ter dito que a ButantanVac seria uma vacina totalmente DESENVOLVIDA E produzida no Brasil! Research Integrity há de ser um valor! Se foi uma parceria, deveria ter dito que foi uma parceria. Esse tipo de ocorrência compromete a nação!”, afirmou a parlamentar.

Uma das figuras de grande influência no cenário político conservador, a youtuber Bárbara, do canal Te Atualizei, que conta com mais de 1 milhão de inscritos, disse que o governo Doria tentou enganar a população com o anúncio da vacina supostamente “100% brasileira”.

“O que o Dória fez e arrastou o Butantan junto, foi tentar enganar o povo Brasileiro usando o medo e a esperança da população com muito marketing para fins eleitorais”, afirmou a youtuber que mistura política com humor.