A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou uma nota de apoio à escolha do oncologista Nelson Luiz Sperle Teich para assumir o Ministério da Saúde, após a demissão de Henrique Mandetta ser anunciada nesta quinta-feira, 16.

Teich participou de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro antes de ser anunciado como novo ministro da Saúde. Segundo informações do Terra, a AMB também esteve representada no encontro, o que pode ter endossado a escolha do oncologista para o cargo.

Em nota a AMB disse que “os problemas da saúde no Brasil e os impactos do coronavírus foram abordados” e que Teich recebeu o apoio da associação por “seu perfil altamente técnico, importante para o momento atual”.

“Respeitado na classe médica, eminentemente técnico, gestor e altamente preparado para conduzir o ministério da Saúde”, disse o presidente da AMB, Lincoln Lopes Ferreira.