Se Câmara não livrar Daniel, “estaremos desmoralizados”, diz Major da PM e deputada

Deputada Federal integrante da base de apoio do presidente Jair Bolsonaro, a Major Fabiana, do Rio de Janeiro, disse que a prisão do seu colega, Daniel Silveira, na última terça-feira, após fazer críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal, deverá ser revogada pelo Parlamento.

Para a Major, se a Câmara dos Deputados mantiver a prisão de Silveira, estará sendo desmoralizada diante da sociedade, enquanto Casa que representa o povo brasileiro, visto que considera a decisão do ministro Alexandre de Moraes “ilegal”.

“Acordar com essa bomba, justamente caindo em cima do meu irmão me fez ficar zonza. Ou a Câmara dos Deputados reverte imediatamente essa prisão ilegal ou estaremos desmoralizados enquanto representantes do povo brasileiro”, escreveu a parlamentar em seu Twitter.

Nesta tarde, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) avalia a decisão de Moraes, se mantém ou não a prisão de Silveira. Segundo informações que já circularam nos bastidores de Brasília, a maioria dos ministros deverá formar consenso pela manutenção da prisão.

A Câmara dos Deputados, por outro lado, tem o prazo de 24 horas para decidir se mantém ou não a prisão de Silveira. A tendência é que deputados da base governistas votem pela absolvição do PM com base na prerrogativa de imunidade parlamentar.

“A Ordem Constitucional se apequena com a prisão de ontem. Determinar a prisão de um deputado por crime de opinião é um desrespeito direto à Constituição, uma vez que os parlamentares têm imunidade material, sendo invioláveis por suas opiniões, palavras e votos (art.53, CF)”, comentou a deputada Carolline de Toni.

[VÍDEO] Daniel manda recado a Moraes, após prisão: “Não adianta tentar me calar”