Gilmar Mendes debocha de Moro: “É uma figura que me causa pena”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, voltou a fazer uma declaração depreciativa contra o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, dizendo que sente “pena” dele por sua atuação enquanto juiz na Operação Lava Jato.

Se referindo a decisão tomada pela 2ª Turma do STF na terça-feira, onde foi decidido que a defesa de Lula poderá usar em seus recursos mensagens que foram roubadas da Lava Jato em 2019, Mendes comentou para a Rádio Gaúcha, nessa quarta (10):

“Ele é uma figura que me causa pena. Eu não sei qual desfecho as instituições darão a esse imbróglio. É muito fácil fingir que não houve nada. Como os tribunais vão explicar que tenha acontecido isso nas barbas deles? Nós todos erramos”.

Durante o seu voto, na terça, Gilmar Mendes se referiu a Moro várias vezes de forma sarcástica, citando o nome pelo qual o ex-ministro era citado na troca de mensagens, “Russo”.

“O Russo, que é o Moro, criou seu próprio código de processo penal da Rússia”, disse o ministro. “Portanto, eles estavam fazendo um Código de Processo Penal. E não era de Curitiba: era da Rússia. Isso envergonha os sistemas totalitários. É disso que nós estamos a falar. A não ser que se prove que isso não existiu, que é obra de um ficcionista”.

Gilmar ironiza Moro e ataca a Lava Jato: “Tortura feita por esta gente de Curitiba”