Feliciano diz que evangélicos continuam apoiando Bolsonaro: “Oramos pelo presidente”

Apesar da popularidade do presidente Jair Bolsonaro estar em alta, o seu governo enfrenta uma fase de críticas que partem da sua própria base de apoio, após o mesmo escolher o desembargador Kassio Marques Nunes para substituir o ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal.

Ainda assim, o deputado Marco Feliciano garante que os evangélicos continuam apoiando Bolsonaro. “Discordar é da democracia, seja nas redes sociais ou no Congresso. É algo absolutamente normal e corriqueiro”, escreveu o pastor em sua conta no Twitter.

“Acredito que a base social de apoio ao presidente está cada vez mais consciente de que para governar, Jair Bolsonaro tem que falar com todos”, destacou.

“Me perguntaram: o presidente Jair Bolsonaro sofre risco de ter abalado seu prestígio diante dos evangélicos? Respondi: Não! Risco zero! O povo de Deus é ordeiro e a Bíblia ensina que devemos respeitar as autoridades. Confiamos, oramos e torcemos pelo presidente”, conclui Feliciano.

A declaração de Feliciano endossa a visão do pastor Silas Malafaia, que apesar de ter disparado várias críticas contra Bolsonaro após a indicação de Kassio Nunes, continua mantendo apoio ao governo. Segundo líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, ele é um “aliado, e não alienado”.

“Criticaram a indicação ao STF: ALLAN DOS SANTOS, AUGUSTO NUNES, CAIO COPPOLA, RODRIGO CONSTANTINO, SILAS MALAFAIA. Esquerdistas comemoram, dizendo q nós rompemos com Bolsonaro. MENTIRA! Só criticamos. Esquerdista acha q conservadores são animais amestrados como eles? Só KK [sic]”, escreveu Malafaia no Twitter.

Feliciano chama Dória de “oportunista profissional” e “abjeto traidor” de Bolsonaro