Caiado sugere que Maia está ficando louco e recomenda “internação hospitalar”

Desde que deixou a presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) vem disparando uma série de críticas ao seu partido, o Democratas, uma vez que não recebeu da sigla o apoio que esperava para a candidatura do seu aliado, Baleia Rossi, o qual foi derrotado por Arthur Lira, apoiado por Bolsonaro.

Em uma entrevista recente para o Valor Econômico, por exemplo, Maia voltou a disparar contra os caciques do DEM, entre os quais o presidente nacional do partido, Antonio Carlos Magalhães Neto, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), alegando contra eles traição.

Caiado e ACM não deixaram barato. O governador de Goiás, que também é médico, disse que Maia está sofrendo da “síndrome da ansiedade de poder” e que a classe política não deve lhe dar ouvidos, chegando a sugerir que o mesmo estaria louco.

“A sua entrevista não deve ser considerada pela classe política porque é indicadora de internação hospitalar”, afirmou Caiado, segundo o UOL. ACM, por sua vez, também reagiu, dizendo que Maia está com dificuldade de “desapegar do poder”, por isso resolveu colocar a culpa da sua derrota para o governo no partido.

“A mais grave de todas as falácias de sua narrativa é exatamente a de procurar jogar no colo do Democratas uma conta que não é nossa. Ganhar e perder é próprio da vida e da política e, no entanto, as atitudes de Rodrigo Maia lembram os tristes exemplos de políticos que se recusam a reconhecer derrotas e não querem se desapegar do poder”, disse ACM.

Agressividade de Joice chama atenção e web reage: “Procure tratamento psicológico”