Estado-chave da Geórgia confirma recontagem de votos da eleição americana

O secretário de estado da Geórgia anunciou nesta quarta-feira (11) uma recontagem completa e manual da apuração de votos para a disputa presidencial dos Estados Unidos, uma decisão que favorece ao atual presidente do país, Donald Trump.

O estado está sendo liderado por Joe Biden com uma diferença de apenas 14.000 votos. O presidente Trump, no entanto, questionou a legalidade da apuração no estado, não reconhecendo a sua derrota na corrida pela Casa Branca.

A equipe de Trump já havia anunciado na terça-feira um pedido para que a recontagem de votos prevista ocorresse de modo manual e não eletrônico, a fim de afastar qualquer suspeita sobre a possibilidade de adulteração de software.

A Geórgia é considerada um dos estados-chave na disputa presidencial, ao lado da Pensilvânia, Michigan, Carolina do Norte e Nevada. Com o pedido de recontagem manual atendido, a esperança dos republicanos é que exista uma reviravolta no estado.

“Com a margem tão apertada, vai requerer uma completa recontagem a mão em cada condado”, disse o secretário de Estado Brad Raffensperger a repórteres, em Atlanta, segundo O Antagonista.Veja também:

“Estamos nos preparando para ganhar o estado”, diz Trump sobre Wisconsin