MEC ignora rumores da “2ª onda” e determina a volta das aulas presenciais nas UFs

O Ministério da Educação, na pessoa do ministro Milton Ribeiro, resolveu que às aulas nas universidades federais do país devem retornar já no começo de janeiro (2021). A decisão ignora os rumores de que estaria surgindo uma 2ª onda da pandemia do novo coronavírus.

O comunicado foi publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União. O documento, no entanto, destaca que o retorno das aulas estará condicionado aos protocolos de biossegurança prevê uso de ferramentas de tecnologia para a detecção de novos casos de Covid-19 entre os alunos e docentes.

A decisão não envolve as universidades estaduais e municipais, mas apenas as de nível federal. Quanto às demais, a decisão ainda não foi tomada, segundo o G1.