Heleno acusa site extremista crítico do governo de cometer “crime de lesa-pátria”

O general Augusto Heleno utilizou a sua rede social para acusar o site da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) de cometer “crime de lesa-pátria” e promover fake news contra o governo brasileiro no exterior.

“A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) está por trás do site defundbolsonaro.org, cujos objetivos são publicar fake news contra o Brasil; imputar crimes ambientais ao Presidente da República; e apoiar campanhas internacionais de boicote a produtos brasileiros”, disse o general.

“A administração da organização é de brasileiros, filiados a partidos de esquerda. A Emergency APIB é presidida pela indígena Sônia Guajajara, militante do PSOL e ligada ao ator Leonardo Di Caprio, crítico ferrenho do nosso país.

O site da Apib se associa a diversos outros, que tb trabalham 24 horas por dia para manchar a nossa imagem no exterior, em um crime de lesa-pátria”, completou Heleno.

No site citado por Heleno é possível ler alguns trechos que chamam atenção pelo sensacionalismo, tal como um que atribui o problema das queimadas na Amazônia ao presidente, dizendo que “Bolsonaro está sufocando nossa esperança de um planeta habitável.”

Outro trecho diz que “o governo de Bolsonaro levou a destruição da Amazônia a níveis insuportáveis. É nossa responsabilidade de geração pará-lo”, enquanto outra parte diz que “os incêndios na Amazônia não são incêndios florestais. São atos criminosos apoiados pela administração Bolsonaro e pelos grandes negócios.”