Sob decretos de Doria, 52% dos paulistanos tiveram queda na renda durante a pandemia

Um levantamento feito pela Datafolha revelou que 52% dos paulistanos tiveram queda em suas rendas durante a pandemia do novo coronavírus, 41% mantiveram no mesmo patamar, enquanto apenas 7% registraram aumento.

Os dados confirmam uma perspectiva de âmbito nacional. Em agosto, outra pesquisa também do Datafolha revelou que 46% dos brasileiros constataram redução de sua renda familiar devido à pandemia.

Outros 45% disseram que a renda de sua família ficou igual e 9% tiveram aumento do rendimento familiar, mesmo em meio à crise, informou a Folha de Pernambuco na época.

Decretos de isolamento

Esses dados, porém, devem ser interpretados não apenas sob à perspectiva da pandemia, mas dos decretos tomados pelos governadores em seus estados, os quais geraram impactos econômicos significativos durante esse período.

No caso de São Paulo, por exemplo, João Doria tem sido um dos mais criticados devido aos decretos de isolamento radical, assim como o prefeito da capital, Bruno Covas, também do PSDB. Parte dos paulistanos, por exemplo, chegou a fazer carreatas contra tais medidas, segundo o Poder360.

Prisão do secretário de Doria contra fraudes na Saúde foi a mando de Marcelo Bretas