Zambelli diz que Maia trabalha com governadores e STF para derrubar Bolsonaro

O ultimo domingo foi de agitação em Brasília e tudo leva a crer que será assim ao longo de toda a semana, após manifestações que ocorreram pelo país em apoio ao presidente Bolsonaro e também uma denúncia do ex-deputado Roberto Jefferson vir à tona no final do dia.

Segundo o ex-deputado, existe uma PEC (proposta de emenda à Constituição) para permitir a reeleição no Congresso, onde a aprovação do texto reelegeria Rodrigo Maia como presidente da Câmara.

Segundo Jefferson, Maia aceitaria um pedido de impeachment de Bolsonaro em troca dessa suposta reeleição, após aprovação da PEC. “O que eu tenho assistido e o Brasil tem presenciado é que o Rodrigo Maia e o Alcolumbre vêm tomando a agenda politica das mãos do presidente Bolsonaro, que foi eleito para governar o Brasil. O Rodrigo não obedece mais os interesses do Governo”, disse o ex-parlamentar.

Roberto Jefferson deu a entender que por não haver denúncias de corrupção contra Bolsonaro, a alternativa da oposição para lhe afastar do poder, portanto, seria uma espécie de “acordão” entre os presidentes da Câmara e do Senado.

Para Zambelli, a única forma de barrar esse suposto acontecimento é através da população. “As denúncias do @blogdojefferson só reforçam o que venho falando há 10 dias”, escreveu a deputada em sua conta no Twitter.

“@RodrigoMaia trabalha com governadores, vices e até ministro do STF, como @Alexandre , para derrubar o Presidente @jairbolsonaro . Um plano a q só sobreviveremos se o povo estiver conosco [sic]”, completou.