Vista como aliada de Bolsonaro, índia faz críticas ao governo: “Está faltando diálogo”

Ysani Kalapalo é uma índia que ganhou repercussão nacional e até mundial, após ser convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para participar da Assembleia-Geral da ONU em 2019. Ela, que também é youtuber, agora faz críticas ao governo, alegando que está faltando diálogo para com às minorias.

“Está faltando diálogo com as minorias. Eu tinha muita expectativa de que o governo dele seria diferente, mas, depois de esperar e esperar, isso não está acontecendo”, disse ela em uma entrevista para a rede BBC.

Ysani é originária do povo Kalapalo, da Terra Indígena do Xingu, mas se mudou para São Paulo aos 12 anos, onde reside até hoje em função de cuidados com a sua saúde. O irmão da ativista é o cacique da aldeia Tehuhungu.

Para a indígena, falta mais abertura do presidente Bolsonaro. “Ele tinha que ser mais aberto, saber dialogar com todos os movimentos, em vez de só atacar”, disse ela, reclamando de que, supostamente, o governo tem interpretado negativamente sugestões vindas de pessoas mais distantes do seu círculo mais próximo.

“Isso está fazendo com que qualquer um que faça uma sugestão de fora, qualquer cidadão, seja chamado de traidor ou qualquer outra coisa. Isso tem me incomodado pra caramba”, afirmou Ysani.

Aparentemente, Ysani reclama por maior atenção, o que é compreensível em um contexto onde o país atravessa por uma pandemia e tem sido alvejado por inúmeras críticas da oposição. A BBC informou que enviou o conteúdo da entrevista para o Planalto, mas não obteve resposta até então.