[Vídeo] “Mama Falei” critica o privilégio de sindicalistas e é agredido por petistas

O plenário Juscelino Kubitschek de Oliveira, o principal da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), virou palco do que parecia uma briga de rua durante a sessão extraordinária na qual os deputados debatiam o projeto do governo paulista de reforma da previdência para os servidores.

A confusão começou depois que o deputado estadual Arthur do Val, conhecido no YouTube como Mamãe Falei, chamou os líderes sindicais que protestavam nas galerias da Casa de “vagabundos”, afirmando que iria “cortar os privilégios” de quem deseja “mamar na teta” do governo.

Os deputados do PT Luiz Fernando e Teonilio Barba foram os primeiros a partir para cima do deputado Arthur do Val, levando com eles vários outros parlamentares. O presidente da Alesp, deputado Cauê Macris (PSDB), precisou pedir a intervenção da Polícia Militar para proteger o “Mama Falei”, suspendendo a reunião em seguida.

“Lamentável a cena que acabamos de assistir, essa agressão de deputados contra um deputado que se manifestava no Plenário mostrou uma atitude antidemocrática”, disse Maria Lúcia Amary (PSDB), presidente do Conselho de Ética da Casa.

A deputada Janaína Paschoal (PSL-SP) também comentou o episódio, classificando-o como algo primitivo. “Cenas medievais na Assembleia Legislativa hoje. Um Deputado foi agredido por outros na Tribuna e o colega que foi defender levou uma mordida. Está sangrando. Surreal isso aqui”, escreveu ela em sua rede social.

Um vídeo do momento das agressões foi postado pelo Movimento Brasil Livre, do qual Arthur do Val faz parte. Assista abaixo: