[Vídeo] Janaína pede a saída de Bolsonaro da presidência: “Crime de saúde pública”

A deputada Janaína Paschoal fez um discurso nesta segunda-feira, 16, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), onde fez duras críticas ao presidente da República Jair Bolsonaro, pelo fato do mesmo ter ido ao encontro dos manifestantes que saíram às ruas ontem em apoio ao seu governo.

Janaína defendeu abertamente a saída do presidente do cargo, acusando também o governador de São Paulo, João Doria, de ter cometido “crime de saúde pública”, supostamente a exemplo de Bolsonaro. A deputada chegou a falar em “homicídio doloso” contra os políticos.

“Quando as autoridades têm o poder e dever de tomar providências, para evitar o resultado danoso, se não procedem, elas respondem por esse resultado, isso é homicídio doloso”, afirmou a deputada na tribuna, abrindo a crítica também para outros parlamentares que incentivaram os protestos.

Janaína elogiou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por sua postura técnica diante da pandemia, mas destacou que ao sair do isolamento e se encontrar com os manifestantes, Bolsonaro desautorizou o ministro, atentando diretamente contra a sua autoridade.

“Esse senhor tem que sair da presidência da República, deixa o Mourão”, afirmou Janaína. “Isso é homicídio doloso”, completou. Assista o vídeo do seu discurso abaixo: