Prefeito de BH proíbe o consumo de bebidas alcoólica em bares e restaurantes

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que foi reeleito ao cargo no mês passado, resolveu avançar nas medidas rígidas na tentativa de controlar o avanço da pandemia do novo coronavírus em seu município. Agora ele proibiu o consumo de bebidas alcoólicas nos bares e restaurantes.

Segundo o secretário de Saúde, Jackson Machado, a intenção da Prefeitura ao invadir a liberdade individual de consumo da sua população é fazer com que a reunião de pessoas nesses estabelecimentos não seja incentivada.

“O intuito ainda é preservar ao máximo possível o funcionamento das atividades, mas espera-se que com tais medidas torne-se menos atrativo para a população buscar tais locais para aglomeração e contato intensivo sem o uso de máscara e respeito aos protocolos”, disse ele.

Segundo G1, a Prefeitura ainda ressalta que “não estão autorizados licenciamentos de festas para o réveillon e recomenda que os cidadãos não realizem e nem participem de eventos e confraternizações de final de ano.”

Na prática, se trata de uma medida que prejudica os próprios comerciantes, além de invadir a liberdade individual dos cidadãos. É como tratar os munícipes como pessoas incapazes de tomar decisões responsáveis. Mas, em todo caso, Kalil foi reeleito, certo? Veja também:

Passada a eleição, grande mídia já prega o “cancelamento” do Natal e Ano Novo