“Podem contar com as Forças Armadas para proteger a liberdade”, diz Bolsonaro

Ao completar 66 anos no último domingo (21), o presidente Jair Bolsonaro decidiu cumprimentar uma centenas de apoiadores que foram lhe homenagear na frente do Palácio do Alvorada, com direito até mesmo de bolo e música de parabéns.

Na ocasião, Bolsonaro voltou a criticar medidas tomadas por alguns governadores e prefeitos na tentativa de conter o avanço da pandemia, dizendo que eles estão “esticando a corda”, ou seja, abusando dos seus poderes, segundo o presidente.

O chefe do Executivo deu a entender que poderá recorrer às Forças Armadas e for necessário, algo que já gerou rumores ao longo da semana passada, após insinuar que poderá decretar Estado de Sítio no país.

“Podem contar com as forças armadas para proteger e democracia e a liberdade. Estão esticando a corda e faço qualquer coisa pelo meu povo. Qualquer coisa que está na Constituição, é o direito de ir e vir. Podem confiar na gente”, afirmou o presidente.

“Faço qualquer coisa pelo meu povo e esse qualquer coisa é o que está em nossa Constituição Federal. Podem confiar na gente, vocês me deram esse voto de confiança. Enquanto eu for presidente só Deus me tira daqui, eu estarei com vocês”, reforçou.

“Pode ter certeza de uma coisa: minha força vem de Deus e de vocês. Se alguém acha que algum dia abriremos mão da nossa liberdade estão enganados (sic)”, declarou, acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, segundo o R7.