Olavo ataca Regina após demissão de “olavistas”: “A véia não está boa da cabeça”

Mal assumiu a Secretaria Especial da Cultura, a atriz Regina Duarte já está enfrentando críticas de ambos os lados da polaridade política. Contudo, talvez não esperasse o tal “fogo amigo” vindo de pessoas que apoiam o governo Bolsonaro, como o escritor Olavo de Carvalho, o qual já insinuou que ela não estaria “boa da cabeça”.

A crítica do lado direito parte dos chamados “olavistas”, gente que ficou indignada pelo fato de Regina, um dia antes de assumir o seu cargo, já ter afastado seis pessoas da pasta ligadas ao “guru”. Foram eles:

Paulo Cesar Brasil do Amaral – presidente do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus); Reynaldo Campanatti Pereira – secretário da Economia Criativa; Rodrigo Maximiano Junqueira – secretário de Difusão e Infraestrutura Cultural; Camilo Calandrelli – secretário de Fomento e Incentivo à Cultura; Marcos de Almeida Villaça Azevedo – secretário de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual e Dante Mantovani – presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes).

Mantovani, por exemplo, ganhou repercussão recentemente após ter dito que “rock leva a drogas, aborto e satanismo”. A sua fala, contudo, foi retirada de contexto. Para entender este caso, leia aqui. O fato é que por causa de tais decisões, além da nomeação da assistente social Maria do Carmo de Carvalho (revogada pelo governo no último dia 09), despertou a crítica dos olavistas, obviamente, inspirados por seu mentor, Olavo de Carvalho.

“A Regina Duarte age como se o seu emprego no governo lhe pertencesse por direito natural contestado apenas por “uma facção bolsonarista”, quando na verdade foi essa facção, representada pelo presidente da República, quem lhe deu o emprego. A óbvia inversão psicótica da realidade mostra que a véia não está boa da cabeça e não deve ocupar cargo nenhum”, escreveu Olavo em sua conta no Facebook.

A advogada Janaína Paschoal (PSL-SP) saiu em defesa de Regina, sugerindo que existe uma ala radical também na direita, a qual tenta controlar todas as decisões do governo, não admitindo posições contrárias aos seus ideais, o que é muito prejudicial para a gestão do presidente Jair Bolsonaro.

“Se os apoiadores do Governo realmente apoiassem o Governo parariam de infernizar! Pelo amor de Deus, o Presidente não tem como montar uma equipe de robôs, que concordam até nas vírgulas! O Brasil é multifacetado! O Brasil é plural! O Governo, muito embora não precise ter a mesma pluralidade ideológica de um Parlamento, também precisa contemplar as nuances da sociedade”, criticou Janaína.

“Não conseguem ver que uma pessoa séria como Regina Duarte já está apanhando dos malucos da esquerda? Querem que ela aguente também os doidos da direita? Aliás, ela também apanha dos arrependidos de Bolsonaro. Não dá! Gente, desse jeito, quem vai derrubar o Presidente é a turma que diz que o apoia! A burrice é tanta, que parece má-fé! Respeitem Regina Duarte!”, completou a deputada.