“Nós vamos surpreender o mundo de novo”, diz Paulo Guedes ao lado de Bolsonaro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a demonstrar confiança no atual governo, no tocante ao enfrentamento da crise econômica que se abateu no país por causa da pandemia do novo coronavírus.

Ao lado de Bolsonaro na saída do Palácio do Alvorada nesta segunda-feira (27), Guedes declarou para jornalistas que “nós vamos surpreender o mundo de novo” em relação à retomada econômica do Brasil pós-pandemia.

“Ano que vem já vamos estar, certamente, crescendo com investimentos em saneamento, petróleo e gás, infraestrutura, logística, nós seguimos firme no nosso compromisso. Acho que a economia vai pegar em V, nós vamos surpreender o mundo de novo”, disse ele.

Guedes sabe que o incentivo econômico no país inicia através do clima de otimismo, e esse clima tem parte nas declarações do próprio ministro. Sua postura diante dos jornalistas, ao lado do presidente, portanto, também visa passar essa imagem de segurança para os investidores.

Para tanto, Guedes também pediu o apoio da população em melhores condições de estabilidade, como os funcionários públicos. Se trata de uma categoria que o ministro costuma fazer referência quando fala de economia.

“Precisamos também que o funcionalismo público mostre que está com o Brasil, que vai fazer um sacrifício pelo Brasil, que não vai ficar em casa trancado com geladeira cheia e assistindo a crise enquanto milhões de brasileiros estão perdendo emprego”, disse ele.

“Não, eles vão colaborar. Eles vão também ficar sem pedir aumento por algum tempo. Ninguém vai tirar. E o presidente disse ‘ninguém tira direito, ninguém tira salário, ninguém encosta em nenhum direito que existe hoje”, concluiu Guedes.