Joice indica ser contra a proposta da Renda Cidadã: “Não passa no Congresso”

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), candidata à Prefeitura de São Paulo, fez uma publicação na tarde de hoje indicando que será contra a proposta do governo federal pela implementação do programa Renda Cidadã a partir de janeiro de 2021.

O anúncio do programa foi feito mais cedo pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e outras autoridades no Palácio do Planalto. A ideia é fazer com que a Renda Cidadã substitua o auxílio emergencial que será pago pelo governo até dezembro desse ano.

Segundo o governo, não haverá aumento de impostos, nem superação do teto de gastos para o pagamento da Renda Cidadã. Para tanto, o governo pretende realocar recursos do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, e também dos precatórios.

Os precatórios são dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça — quando alguém ganha um processo na Justiça contra um ente público e tem valores a receber, passa a ter um precatório e entra na fila do pagamento, segundo o G1.

Para Joice, no entanto, tal proposta seria como dar um “calote” na população. “Esse tempo todo e adivinhem… A proposta de Reforma Tributária do governo ficou pra semana que vem (!) ou pro dia de São Nunca, e o Renda Cidadã é com $ de precatórios. Boa! Já oficializa o calote na população. Não passa no Congresso nem no Judiciário”, comentou a parlamentar.