Feliciano rebate Janaína após ela pedir a saída de Bolsonaro: “Papel de traidora”

O deputado federal Marco Feliciano reagiu às críticas desferidas pela deputada Janaína Paschoal nesta segunda-feira, contra o presidente da República Jair Bolsonaro. Na ocasião, a parlamentar acusou o chefe de Estado brasileiro de ter cometido um “crime contra a saúde pública”, podendo ser acusado de “homicídio doloso” por ter saído do seu isolamento para cumprimentar apoiadores no domingo.

“Em mais um de seus já conhecidos surtos de narcisismo, hoje a deputada estadual Janaina Paschoal assumiu publicamente o papel de traidora-mor!”, disparou Feliciano em sua rede social, lembrando que a maioria da população apoia o presidente.

“Com um discurso golpista de quem quer rasgar a Constituição, [Janaína] pregou a saída do presidente Jair Bolsonaro. Brevemente terá que encarar o povo madame”, completou o parlamentar. Mais cedo, a deputada questionou a decisão do presidente, dizendo que se arrependeu de ter votado nele em 2018.

“Como um homem que está possivelmente infectado vai para o meio da multidão? Como um homem que faz uma live na quinta e diz para não ter protestos, vai participar destes mesmos protestos e manda as deputadas que são paus mandados dele chamar o povo para a rua?”, questionou Janaína.

“Eu me arrependi do meu voto (…) Ele está brincando? Acha que pode tudo? As autoridades têm que se unir e pedir para ele se afastar. Não temos tempo para um processo de impeachment”, completou a deputada.