Bolsonaro sobre o PSL: “Vão ser felizes todo mundo, cada um segue seu destino”

O presidente Jair Bolsonaro comentou na noite desta quinta-feira (14) a sua saída do PSL, em sua tradicional live no Facebook, destacando que não deseja o mal do partido, mas que a separação foi inevitável.

“Agradeço todo apoio e consideração que tive até o momento no partido. É uma separação amigável. Boa sorte ao presidente do partido, aqueles que apoiaram o presidente do partido, bem como o líder antigo, vão ser felizes todo mundo, cada um segue seu destino”, disse o presidente.

“É como uma separação, infelizmente acontece na vida da gente”, completou. A saída de Bolsonaro se deu após conflitos internos com a sigla, que terminou se dividindo entre os aliados mais alinhados com o governo e os do chamado “centrão”.

Como resposta, o presidente resolveu criar um novo partido, o “Aliança Pelo Brasil” (APB), mas para isso precisará reunir até março do próximo ano cerca de 500 mil assinaturas válidas em nove estados diferentes do país.