O presidente Jair Bolsonaro explicou para apoiadores e parte da imprensa, na saída do Palácio da Alvorada, na sexta-feira (12), que solicitou a contribuição da população para lhe enviar fotos de recibos de abastecimento nos postos de combustíveis do país, mas está tendo dificuldade de ter acesso ao material por restrição do Facebook.

Segundo o presidente, ele não pode receber as imagens enviadas para sua conta na rede social porque o Facebook está bloqueando o envio das fotos, alegando que a empresa está restringindo conteúdo “político”.

“Eu não recebo nenhuma nota. O Facebook bloqueou imagens. O futuro tá sombrio pro Brasil pessoal. O homem mais poderoso do mundo foi derrubado lá nas mídias sociais nos Estados Unidos. Não vou discutir eleições americanas, mas foi bloqueado, foi censurado”, disse Bolsonaro.

O presidente havia feito o seguinte pedido para a população: “Abasteça seu carro, ou caminhão, com R$ 100,00 (para facilitar os cálculos de impostos) e poste aqui a nota fiscal”. A intenção do chefe do Executivo é fazer a população entender a diferença nos preços cobrados na refinaria e na bomba.

Na mesma ocasião, o presidente explicou a diferença nos preços. “É igual ao gás de cozinha. Está em média R$ 90 reais. Está caro? Está. O pessoal cobra de mim. O preço lá na origem está menos de R$ 40”, exemplificou Bolsonaro. “O imposto federal, se eu não me engano, é R$ 0,16. Então, R$ 40 mais R$ 0,16 não justifica chegar a tanto, a R$ 90”. Assista: