Bolsonaro faz discurso e lamenta críticas: “Não é fácil buscar fazer a coisa certa”

O presidente Jair Bolsonaro participou de um evento na Usina Hidrelétrica de Itaipu nesta quinta-feira, onde aproveitou a ocasião, ao lado do general Joaquim Silva e Luna, indicado por ele para presidir a Petrobrás no lugar de Castello Branco, para fazer críticas e também um desabafo.

Segundo o presidente, empresas estatais devem ser usadas tendo como objetivo servir à população, tendo uma visão social com base nas necessidades do povo e não sem essa perspectiva.

“Uma estatal, seja ela qual for, tem que ter uma visão de social, não podemos admitir uma estatal com um presidente que não tenha essa visão. Previsibilidade: temos que ter, temos que nos antecipar a problemas e ter visão de futuro, o nosso governo prima por isso”, afirmou o presidente, segundo a Folha.

A crítica do presidente se deve ao fato da Petrobrás ter feito reajustes de preços que elevaram e muito o preço dos combustíveis. O litro da gasolina chegou a bater R$ 6,00 nas bombas. Apesar de afirmar não estar interferindo na política de preços da estatal, Bolsonaro diz acreditar que falta transparência nesse quesito, sugerindo que é possível reduzir os preços se houver uma melhor gestão.

“Não é fácil buscar fazer a coisa certa, sempre é mais fácil se acomodar, tapar os olhos e deixar as coisas acontecerem, não podemos nos curvar a isso”, afirmou o presidente em tom de desabafo.