Bolsonaro é flagrado comendo cachorro-quente de R$ 10 em uma lanchonete popular

Depois de voltar de viagem de Resende (RJ), no sábado à noite, o presidente Jair Bolsonaro foi a um quiosque de cachorro-quente na Asa Norte, conhecido como o trailer do Edivaldo, da 104 Norte.

Como presidente da República, o político logo chamou atenção dos populares, que tirou fotos com ele no local. Segundo informações do jornalista Alexandre de Paula, Bolsonaro comeu um cachorro-quente de tradicional sem batata, que custa R$ 10.

A iniciativa poderia ser considerada por muitos apenas uma estratégia de marketing de popularidade, mas o testemunho do proprietário da lanchonete contraria essa ideia: “Ele vem aqui desde o primeiro mandato, há mais de 20 anos”, contou Edivaldo Marques de Souza.

No dia anterior (29/11), Bolsonaro tinha feito algo parecido em Resende ao ir com a primeira-dama, Michelle.

Eles foram a uma lanchonete de rua que costumava frequentar quando visitava a cidade carioca. Lá, ele comeu o sanduíche batizado, em sua homenagem, de Big Presidente e pagou R$ 18.