ALERTA: oposição reúne 175 assinaturas para criar CPI contra a Lava Jato e Moro

A oposição conseguiu reunir 175 assinaturas válidas para protocolar o requerimento de criação da CPI da Lava Jato, para investigar a força-tarefa de Curitiba e Sérgio Moro.

Até o ex-governista, hoje tucano Alexandre Frota (SP), apoiou a iniciativa contra o ministro da Justiça. O vice-líder do governo, Claudio Cajado (PP-BA), também. Com o apoio de partidos do Centrão, os autores do pedido ultrapassaram em quatro deputados o mínimo necessário.

O partido que mais teve assinaturas foi, naturalmente, o PT (53), seguido pelo PP (22). Tanto o líder da maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), quando o do PP, Arthur Lira (AL) foram signatários.

Demais siglas que apoiaram a criação da CPI: PDT (21), PSB (18), PL (11), PSOL (10), PCdoB (8), PSD (7), SD (6), MDB (4), PSDB (4) e DEM (3).

Comentário:

A verdadeira face da corrupção entranhada na política brasileira está sendo revelada de forma explícita. A união dos partidos citados acima contra a maior operação anticorrupção do Brasil, certamente do mundo, demonstra isso muito bem.

Não vimos os mesmos esforços dos 175 políticos que assinaram o requerimento, para colaborar com a própria Lava Jato ou demais iniciativas anticorrupção. Onde eles estavam, quando empresários, doleiros e políticos corruptos foram presos? Quando milhões e até bilhões foram recuperados dos desvios na Petrobrás? 

O que vemos são esses mesmos políticos agora se levantando contra a Lava Jato, e não em favor dela. Essa é a real identidade desses parlamentares. Esse é o verdadeiro interesse deles. Que fique registrado na história do pais a atuação de cada um, para que a população saiba como votar nas próximas eleições.