[Vídeo] Mulher é presa por estar sentada em praça pública: “Estou toda machucada”

Mais um caso de flagrante abuso de autoridade ocorreu nesta segunda-feira (13), quando uma mulher de 44 anos foi presa em Araraquara, São Paulo, simplesmente por estar sentada em uma praça.

A administradora de empresas Silvana Tavares Zavatti estava sozinha, se exercitando, quando foi abordada por agentes da Guarda Municipal.

Eles alegaram que ela não poderia ficar no local por causa de um decreto municipal que determina o isolamento da população em decorrência do surto de coronavírus.

A mulher se recusou a sair do lugar, explicando que além de estar sozinha, fazenda exercícios para melhorar a sua imunidade, também possui o direito de “ir e vir” como um dos princípios fundamentais da Constituição Federal (CF).

Mesmo estando respaldada pela CF, a qual possui supremacia sobre quaisquer leis vigentes no país, Silvana recebeu voz de prisão. Naturalmente indignada com a situação, ela acabou resistindo e terminou sofrendo violência durante o ato.

“Eu sou uma pessoa livre, eu estava fazendo apenas atividade física, não tinha necessidade de fazer toda essa agressão, cinco pessoas em cima de mim, eu estou toda machucada, eu não conseguia nem respirar, foi a hora que eu mordi a GCM”, disse ela, segundo o G1. Assista o momento abaixo: