URGENTE: Moraes ordena operação da Polícia Federal que atinge apoiadores de Bolsonaro

Um dia após determinar que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, preste depoimento à Polícia Federal após criticas ao STF, o ministro da Corte Alexandre de Moraes expediu uma nova ordem, dessa vez de busca e apreensão em 29 endereços nessa quarta-feira (27).

A Polícia Federal está cumprindo ordens judiciais no âmbito do inquérito nº 4.781, conhecido como o inquérito das “fake news”, que tramita junto ao Supremo Tribunal Federal e tem gerado polêmica por ser considerado ilegal por alguns parlamentares da base do governo.

Às 29 buscas foram/estão sendo realizadas no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina, segundo informações do Jornal de Brasília.

O ministro Alexandre de Moraes é o responsável pelo inquérito das “fake news” no Supremo, razão pela qual partiu dele a decisão pela ordem de buscas. Há a informação de que o proprietário do canal Terça Livre, Allan dos Santos, também foi alvo da operação.

“Não haverá Boletim da Manhã no Terça Livre porque a PF levou celulares e computadores do Allan dos Santos e do veículo de imprensa”, comentou um internauta. Essa informação, contudo, ainda deverá ser confirmada.

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL) também foi alvo da operação determinada por Moraes, além de outros apoiadores do governo Jair Bolsonaro, supostamente os principais alvos do inquérito. Veja abaixo: