PM Gabriel Monteiro diz que traficantes planejam lhe matar: “Não me calarão!”

O policial militar Gabriel Monteiro utilizou suas redes sociais para fazer uma gave denúncia na última terça-feira (24), ao dizer que um grupo de traficantes de três regiões diferentes está se articulando para lhe matar. 

“Esperando o apoio de parlamentares da esquerda, que se julgam defensores dos Direitos Humanos. Querem me matar! Alguém da esquerda pode me ajudar?”, questionou Gabriel em tom irônico.

Gabriel Monteiro também é youtuber, conhecido nacionalmente por fazer gravações nas ruas, geralmente questionando ativistas da política de esquerda, denunciando descasos com obras públicas e situações de doutrinação ideológica nas universidades.

Segundo o PM, traficantes dos complexos da Penha e do Alemão e da favela Nova Holanda criaram grupos no Facebook e no WhatsApp para arquitetar sua morte. Ele chegou a compartilhar o print de mensagens trocadas por eles, incluindo uma resposta do militar aos criminosos.

“Alô, Comando Vermelho! Querem trocar tiro comigo mais uma vez? Ótimo! Vocês estão acostumados a serem temidos, pois sabem que quando morrem são defendidos por muitos. Não temo vocês e, caso eu sobreviva, comemorarei a morte de vocês de novo. Seus parlamentares não me calarão!”, escreveu Gabriel.

O PM ganhou fama inicialmente, após um vídeo seu rebatendo a fala de um professor na sala de aula, que criticava o então presidenciável Jair Bolsonaro, viralizar nas redes sociais.