Mobilização: vaquinha para a mãe da vítima de Susy já arrecadou mais de R$ 70 mil

O caso do transexual Susy, que estuprou e matou uma criança de 9 anos em 2010, mas teve o seu crime não revelado em uma reportagem do Fantástico que terminou dramatizando a sua solidão na prisão, está tendo uma grande reviravolta.

Após a revelação do crime praticado por Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, nome da batismo de Susy, internautas se mobilizaram para ajudar a mãe da vítima, Fábio dos Santos Lemos, que à época contava com apenas 09 anos de idade.

Uma vaquinha online foi criada para essa finalidade e o valor já ultrapassou os R$ 70 mil reais. Na página do site que faz o recolhimento das doações foi publicado o desabafo da mãe após a exibição da reportagem no Fantástico.

“Pra mim foi um baque muito grande. Inclusive quando eu vi a matéria eu fiquei até com dor de cabeça. Eu estou tremendo até agora”, disse a doméstica Aparecida dos Santos, mãe do menino Fábio.

Ao ser questionada sobre o que mais lhe indignou com a reportagem que destacou a “solidão” de Susy na prisão, Aparecida declarou: “Foi ele receber um abraço, receber cartinha, ainda recebeu um bombonzinho! Na prisão! E eu recebi o quê? NADA!”, contou a mãe.

Dona Aparecida trabalha como doméstica para ajudar no sustento da sua família. A intenção da vaquinha, intitulada “Um abraço na mãe do menino que foi estuprado e morto pelo Suzy”, é oferecer recursos para que a família da vítima possa ter uma melhor condição de vida, além de fazer com que através dessa iniciativa eles se sintam solidarizados.

Para ajudar na vaquinha, acesse aqui.