Marcelo Bretas recebe a maior honraria do RJ por seu trabalho na Lava Jato

O juiz Marcelo Bretas recebeu na manhã desta quinta-feira (14) a medalha Tiradentes da Assembleia Legislativa do Rio. A medalha é uma das maiores honrarias concedidas no estado.

A medalha foi uma sugestão da deputada Alana Passos (PSL). Na mesma ocasião, o magistrado também recebe o título de Benemérito do Estado do Rio, proposto pela deputada Rosane Félix (PSD).

Na cerimônia, esteve presente também o Procurador-Geral de Justiça, Eduardo Gussem. Durante seu discurso de agradecimento, Bretas defendeu punições mais duras para chefes de poder condenados por corrupção.

“Hoje existe uma legislação que proíbe o agente público condenado fique inelegível durante alguns anos. Eu penso que, a depender do grau dessa autoridade pública, ele deveria ser banido da vida pública. Um presidente da República, um governador de Estado, um chefe de poder que vende o seu cargo não merece uma segunda chance”, afirmou Bretas.

O magistrado também afirmou que a corrupção é um tema que não deve ser deixado de lado nas discussões.

“Enquanto a corrupção imperar, ou pelo menos for tão grande no nosso meio, o nosso desenvolvimento como sociedade será limitado”. (Com: G1)