Protesto contra Bolsonaro com “banho de leite condensado” via piada na web

Quando a gente pensa que já viu de tudo em termos de protesto contra o atual governo, sempre surge algo novo para nos surpreender. Neste domingo (31), por exemplo, uma nova modalidade de manifestação apareceu: o “banho de leite condensado”

O ato fez parte de um movimento chamado “Stop Bolsonaro”, o qual tem a pomposa classificação de ser “mundial”, muito embora não se veja qualquer expressividade numérica por onde passa.

Em Brasília, os manifestantes tomaram banho de leite condensado – um desperdício, diga-se de passagem – para protestar contra o presidente. Segundo o Correio Braziliense, também houve um “ato cênico performático” na Alameda das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional.

Um fiasco!

A intenção do ato “Stop Bolsonaro” que supostamente ocorre simultaneamente em 20 países é levantar apoio pelo impeachment do presidente. Mas a adesão ao movimento parece insignificante se comparada aos atos de apoio ao governo ocorridos por semanas consecutivas no primeiro semestre do ano passado.

O fracasso das manifestações é tão visível que a grande mídia, em sua maior parte sabidamente opositora ao governo, não está dando ênfase na cobertura. Imagens dos protestos são em zoom, focadas nos poucos participantes, visto que se mostradas em um quadrante ampliado a baixa adesão ficará visível.

Ao comentar o banho de leite condensado reportado pelo Metrópoles, internautas fizeram piadas. “To imaginando a trabalheira que deve ser tirar leite condensado da cara e do cabelo”, escreveu uma internauta. “Pq eles tão jogando cocô de pombo na cabeça?”, disse outro.

Protesto com banho de leite condensado.
Reprodução: Twitter