Afinal, até quando o PT continuará escondendo Lula do povo nas ruas?

Já estamos caminhando para o final de janeiro de 2022, em pleno ano eleitoral, e até o momento não tenho qualquer registro ou lembrança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva interagindo com o povo, nas ruas, fora dos redutos previamente organizados por seus partidários. Afinal, até quando o PT continuará escondendo o líder petista da população? Qual é o medo?

Qualquer pessoa com um mínimo de bom senso e honestidade intelectual já percebeu, e reconhece, que o ex-presidiário está fazendo o máximo possível para evitar entrar em contato com o povão, colocando realmente à prova a sua popularidade e aceitação.

Essa é uma conclusão lógica, pois não faz sentido o suposto líder das pesquisas eleitorais, o qual se diz tão próximo e preocupado com os mais pobres, não aparecer, por exemplo, comendo um pastel com garapa numa feira de rua qualquer.

Não há outra explicação para o “sumiço” de Lula em atos de pré-campanha nas ruas, senão a tentativa do PT de preservar a sua imagem contra possíveis reações negativas do povo. O petismo sabe que se isto vier a acontecer de forma reiterada, espontaneamente, os resultados das pesquisas de intenção de votos vão por água abaixo.

Lula precisa proteger a sua imagem, e principalmente a construção de uma narrativa de liderança e aceitação popular que na verdade ele não tem. Sair nas ruas ao encontro do povo que não faz parte da bolha esquerdista, mas que é parte de uma população real que viu o petismo destruir o Brasil por uma década e meia, significa ter a certeza de que será desmoralizado e achincalhado.

O PT, portanto, não tem outra alternativa, senão criar meios de continuar escondendo Lula. Não será surpresa alguma se o partido buscar na pandemia os argumentos para isso. Assim, o destino da campanha do ex-presidiário será a realização de “encontros” a portas fechadas, com plateia selecionada e muito marketing social.

Todavia, felizmente a grande parte da população está ciente dessa estratégia e não se deixará enganar por propagandas. Estamos vacinados, sim, contra o petismo, e determinados a não deixar que o Brasil volte a cair nas mãos de gente que prega o controle das mídias e a implantação do socialismo em nossa nação. Não há dúvida, portanto, de que a melhor coisa para Lula é continuar se escondendo.