Várias empresas de carnes fecham nos EUA e milhares estão com os empregos ameaçados

A pandemia do novo coronavírus está fazendo com que várias empresas processadoras de carnes fechem ou interrompam suas atividades nos Estados Unidos e Canadá, o que ameaça o emprego de milhares de trabalhadores. Veja uma lista abaixo:

A JBS USA [JBS.UL] fechou uma fábrica de carne bovina em Souderton, Pensilvânia, até 16 de abril, depois de já ter cortado a produção anteriormente.

A JBS reduziu a produção de uma fábrica de carne bovina em Greeley, Colorado, devido às altas ausências entre os trabalhadores, de acordo com o sindicato local United Food and Commercial Workers. A empresa disse que o alto absenteísmo levou as taxas de abate a superar o processo de corte de carcaças em pedaços.

A National Beef Packing Co [NBEEF.UL] suspendeu o abate de gado em uma fábrica de carne bovina em Tama, Iowa, para uma limpeza e planejando retornar em 13 de abril, o que não há confirmação até o momento.

A Aurora Packing Company fechou uma fábrica de carne bovina em Aurora, Illinois, disse Brad Lyle, diretor financeiro da empresa americana de commodities Kerns and Associates. Um oficial de segurança da fábrica disse que foi fechado devido à pandemia. 

O Harmony Beef, em Alberta, Canadá, fechou suas operações de abate de gado em 27 de março por dois dias, depois que um trabalhador deu positivo para o novo coronavírus, levando alguns inspetores federais a ficarem longe do local.

A Cargill Inc fechou uma fábrica em Hazleton, Pensilvânia, que produz carne para supermercados dos EUA.

E a Smithfield Foods, a maior processadora de carne suína do mundo, anunciou no domingo que está fechando uma fábrica de carne suína por tempo indeterminado e alertou que o fechamento de fábricas está empurrando os Estados Unidos “perigosamente perto do limite” no suprimento de carne para as mercearias.