Crise na Venezuela: avisos para não jogar bebês no lixo se espalham por Caracas

A crise humanitária que vive a Venezuela tem feito com que o número de bebês abandonados por suas mães aumente no país, e muitas vezes isso ocorre da pior forma possível, com crianças literalmente “jogadas” em lixeiras, como constatou recentemente o artista Eric Mejicano.

Como resultado, Mejicano criou uma placa de aviso chocante, ilustrando um bebê sendo jogado em um lixo, e depois espalhou em mais de 300 pontos de Caracas, a capital da Venezuela.

A motivação do artista surgiu após ele ver que um recém-nascido havia sido abandonado no lixo perto de sua casa, segundo informações da BBC“Queria que as pessoas se dessem conta de que algo que nunca deveria ser normal está virando o novo normal”, disse ele.

Na Venezuela, que vive uma de suas piores crises econômicas da história recente, trabalhadores de serviços de saúde e de proteção à infância dizem que os abandonos e entregas irregulares de bebês são cada vez mais habituais, explica a matéria.

Ao que tudo indica, a falta de recursos tem aumentado o desespero da população mais pobre do país, afetando diretamente a vida das crianças inocentes. “Ser uma criança hoje em dia neste país é muito triste”, afirmou Nelson Villasmil, membro do Conselho de Proteção da Criança e Adolescente do Município Sucre.

A crise na Venezuela tem favorecido também o crescimento de adoções ilegais, o que é uma grande preocupação em decorrência do tráfico de seres humanos.