Bolsonaro rebate Biden sobre Amazônia: “Quando acabar a saliva, tem que ter pólvora”

O presidente Jair Bolsonaro ainda não se posicionou sobre o resultado – ainda incerto – da eleição presidencial nos Estados Unidos, onde o democrata (de esquerda) Joe Biden se projeta como o futuro presidente do país. No entanto, em se tratando da Amazônia, o líder brasileiro fez questão de mandar um recado ao norte-americano.

“Assistimos há pouco um grande candidato à chefia de estado dizer que se não apagar o fogo da Amazônia, vai levantar barreira comercial contra o Brasil”, afirmou Bolsonaro indiretamente, sem citar o nome de Biden.

Na sequência, o brasileiro subiu o tom de ameaça caso a soberania brasileira seja desrespeitada: “Apenas diplomacia não dá. Quando acabar a saliva, tem que ter pólvora. Senão não funciona”.

A declaração de Bolsonaro é uma reação ao posicionamento de Biden sobre supostas reações diplomáticas ao Brasil, caso o país tupiniquim supostamente não proteja a floresta amazônica de queimadas ilegais.

Antes de citar a Amazônia, Bolsonaro disse que “quem tem riqueza não pode dizer que é feliz”. “Tem que tomar cuidado, está cheio de malandro de olho”, segundo informações do UOL.