Beirute: chega a 100 o número de mortos e 300 mil desabrigados, aponta governo

Às explosões que atingiram Beirute, capital do Líbano, na última terça-feira (04) já deixaram até o momento 100 mortos, cerca de 4 mil feridos e ao menos 300 mil pessoas desabrigadas, apontou o governo local.

Segundo informações da Cruz Vermelha Libanesa e da OMS, o número de vítimas pode ser ainda maior, já que muitas pessoas ainda se encontram presas nos escombros de prédios da região, e outras desaparecidas.

“O que estamos testemunhando é uma enorme catástrofe”, disse o chefe da Cruz Vermelha do Líbano, George Kettani, segundo o UOL. “Há vítimas e feridos por toda parte”. “Mais de 100 perderam suas vidas. Nossas equipes ainda estão realizando operações de busca e resgate nas áreas próximas”, destacou.

A explosão que ocorreu na região portuária de Beirute ainda possui causa desconhecida, muito embora tenha ocorrido em um depósito onde haviam substâncias explosivas.

Cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio, usado na produção de explosivos e fertilizantes, podem ser a causa da explosão. A substância havia sido confiscada e estava sendo armazenada sem o devido cuidado, segundo o presidente do Líbano, Michel Aoun.

Para o presidente americano Donald Trump, a explosão que devastou parte de Beirute pode ter sido um ataque. No entanto, nenhum grupo terrorista ou politicamente adversário do Líbano assumiu qualquer iniciativa dessa natureza.