“Estamos parando a economia brasileira, destruindo o que vinha se recuperando”

O apresentador e empresário Roberto Justus entrou no meio de uma briga de argumentos que toma conta do país acerca do novo coronavírus nesta segunda-feira (23). Após vazar um áudio em que ele aparentemente debate com o também apresentador Marcos Mion, Justus gravou um vídeo para explicar a sua posição.

Antes, porém, Justus rebateu uma gravação feita por Mion, onde o mesmo cita a fala de um epidemiologista afirmando que o número de infectados com o coronavírus no Brasil pode chegar a 1 milhão de pessoas.

“Quando você faz um argumento desses, não dá nem para discutir. É uma desinformação tão grande! Sem querer te ofender, pelo amor de Deus, respeito seus pensamentos, mas você está totalmente errado. Quem entende um pouco de estatística, que parece que não é teu caso, vai perceber que é irrisório. Dos que morrem, mesmo dos velhinhos, só 10 a 15% morrem. Se pegarmos o vírus, o que seria bom, a gente pegaria anticorpos e ele já morreria de uma vez”, começou o empresário.

Na sequência, Justus argumentou que os danos econômicos em decorrência de possíveis medidas exageradas no combate ao vírus poderá causar um impacto muito mais negativo para a população do que o próprio Covid-19.

“Esse isolamento vai custar muito caro. Você está preocupado com os pobres?”, questionou ele a Mion. “Você vai ver a vida devastada da humanidade na hora do colapso econômico, da recessão mundial, dos pobres não terem o que comer, das empresas fecharem, do desemprego em massa. Não dá pra comparar com um vírusinho, que é uma gripezinha leve para 90% das pessoas. Não dá para comparar com o desastre que vai ser a vida”, completou.

A polêmica, no entanto, viralizou nas redes sociais e muitos criticaram Roberto Justus, acusando-o de pensar mais na economia do que nas pessoas. Assim, ele gravou um vídeo procurando explicar melhor a sua posição. Assista o vídeo abaixo: