Regina Duarte: “Um Oscar para você que foi às ruas derrubar o governo mais corrupto”

Convidada para assumir a Secretaria da Cultura no governo Bolsonaro, a atriz Regina Duarte usou sua rede social no último domingo para ironizar a derrota sofrida pelo documentário “Democracia em Vertigem” no Oscar 2020.

A produção brasileira de Petra Costa perdeu a estatueta de melhor documentário para o filme “Indústria americana”, feito por uma produtora do ex-presidente americano Barack Obama e a sua esposa, Michelle Obama.

“Um oscar pra você que foi pra rua derrubar o governo mais corrupto da história”, diz a legenda da imagem postada por Regina. Na publicação aparece uma foto de uma manifestação pró-impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff na Avenida Paulista, em São Paulo.

“Boa tarde! Domingão com muita saúde física e mental + muitas alegrias pra gente!”, destacou a atriz. A publicação foi uma crítica irônica ao “Democracia em Vertigem”, uma vez que o documentário conta uma versão distorcida sobre a queda do PT em 2016, fazendo apologia à esquerda.

Pedro Bial

O apresentador da TV Globo, Pedro Bial, também chamou atenção ao fazer uma crítica irônica contra o documentário, o que terminou lhe rendendo um “linchamento” na web por parte dos apoiadores da produtora, Petra Costa.

“É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica. Foram os maus do mercado, essa gente feia, homens brancos, que nos machucaram e nos tiraram do poder, porque o PT sempre foi maravilhoso e Lula é incrível”, disse Bial ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

Bial completou a declaração dizendo que o documentário Democracia em Vertigem “é uma ficção alucinante. É mais que maniqueísmo, é uma mentira”.