“TikTok é como um playground para abusadores de crianças”, diz especialista dos EUA

TikTok, o aplicativo que se tornou mais uma moda entre os jovens, é acusado de ser uma plataforma que facilita a exploração sexual de crianças e adolescentes, segundo a diretora de Iniciativas Corporativas e Estratégicas do Centro Nacional de Combate à Exploração Sexual dos Estados Unidos, Lina Nealon.

Ela concedeu uma entrevista para a rede de TV CBN News, onde acusou o TikTok de ser um “playground” para abusadores de crianças, cobrando iniciativas de segurança da empresa que tem até o dia 15 de setembro próximo para decidir o seu futuro nos EUA.

“Uma das coisas que fazemos é apontar plataformas online que facilitam ou financiam a exploração sexual e o TikTok certamente está fazendo isso. Ele entrou para a ‘Dirty Dozen List’ em 2020″, afirmou Lina.

O Dirty Dozen List é um relatório que aponta plataformas acusadas de favorecer a exploração sexual.

“Especialistas estão alertando que o Tik Tok é como um playground para abusadores de crianças e adolescentes. Não há controle suficiente para evitar que [esses abusadores] curtam, comentem e façam contato com mensagens diretas aos donos dessas contas”, diz Lina.

Lina também chamou atenção para a responsabilidade dos pais, uma vez que crianças devem ser supervisionadas no uso da internet e aplicativos em geral, exatamente por causa dos riscos virtuais da modernidade.

“Nós encorajamos os cidadãos sobre o fato que estamos trabalhando sobre o Tik Tok. Nós vemos o que o Tik Tok tem sido na China e que muitos pais e crianças estão usando o aplicativo”, disse ela.

“Nós os encorajamos a preservar a segurança de suas famílias, não permitindo um grande acesso de outras pessoas ao que suas crianças estão fazendo Então, há regulamentos, mas ainda há muito trabalho a ser feito”, conclui Lina.