Embraer inicia a fabricação de peças para a montagem de respiradores pulmonares

Diante da alta demanda por respiradores pulmonares em face à pandemia do novo coronavírus, a Embraer – empresa brasileira fabricante de aviões comerciais, executivos, agrícolas, militares e de peças aeroespaciais – decidiu entrar no ramo de fabricação desses equipamentos.

A empresa iniciou as entregas dos primeiros componentes para montagem de ventiladores pulmonares. Os resultados ocorrem apenas uma semana após o anúncio de que estava dedicando parte de seu time de engenharia para atuar no desenvolvimento de soluções emergenciais para combater o COVID-19.

Segundo informações da AeroMagazine, várias empresas se uniram em prol desse objetivo, no Vale do Paraíba e Campina. O objetivo é fabricar 5 mil respiradores pulmonares até o fim desse mês, com produção diária de 100 unidades em média, atingindo 350 com o aquecimento da mão de obra.

Empresas contratadas pelo Governo Federal estão recebendo os componentes necessários para a fabricação dos aparelhos. Ou seja, a Embraer fabrica os produtos necessários para a montagem dos mesmos, enquanto que outras empresas especializadas no ramo se responsabilizam pela confecção final dos respiradores, como uma parceria.

Além dos aparelhos pulmonares, a Embraer também avalia como aplicar suas tecnologias empregadas em aeronaves na produção de soluções para aumento da capacidade de leitos de terapia intensiva.