Ministro critica ideologia de gênero nas escolas e defende “inocência das crianças”

O ministro da Educação do governo Bolsonaro, Milton Ribeiro, criticou durante uma aula magna na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) na última segunda-feira (26) a doutrinação ideológica nas escolas do país, especificamente a chamada “ideologia de gênero”.

Segundo Ribeiro, o tema não deve ser trazido para a sala de aula, visto se tratar de algo que contraria a visão do governo no tocante à formação curricular, bem como os preceitos morais que norteiam a maioria dos brasileiros.

“Onde já se viu começar a discutir esses assuntos com crianças de 6 a 10 anos… respeito a orientação de todos, mas a gente não tem o dever e o direito de violar a inocência de uma criança trazendo questões como ‘se você quiser ser homem é homem, se quiser ser mulher é mulher’”, declarou.

Na ocasião, Ribeiro deu a entender que por falta de foco no currículo essencial de ensino, crianças do país foram levadas a aprender outras coisas e não conteúdos importantes e compatíveis com a idade dos alunos.

“Crianças com 9, 10 anos não sabem ler, sabem tudo, com todo respeito às senhoras aqui presentes, sabem até colocar uma camisinha, mas não sabe que ‘b’ mais ‘a’ é ‘ba’, está na hora de dar um basta nisso”, afirmou o ministro, segundo o Metrópoles.