Bolsonaro sobre conflito entre os Poderes: “A tendência é ocorrer uma ruptura”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer declarações contra a atuação de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) neste sábado, chegando a dizer que poderá haver ruptura institucional no país, caso não exista um freio por parte dos próprios magistrados no tocante aos colegas.

Na ocasião, Bolsonaro estava discursando para uma multidão de apoiadores em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste pernambucano, após uma “motociata” ter sido realizada no entorno da região. Ele citou como exemplo a reação parlamentar diante de deputados ou senadores que cometem erros, os quais são enviados para o Conselho de Ética.

No caso do STF, Bolsonaro disse que deveria ocorrer o mesmo, pois “se assim não acontecer em nenhum dos Três Poderes, a tendência é uma ruptura. Ruptura que eu não quero, nem desejo”, afirmou o presidente. “Apelo a esse outro Poder que reveja a ação dessa pessoa que está prejudicando o futuro do Brasil.”

Embora não tenha citado, os ministros dos quais Bolsonaro se refere são Alexandre de Moraes e Luiz Roberto Barroso. O presidente ainda chegou a dizer que “eles serão colocados no devido lugar”, e que “não podemos deixar que um ou dois homens ameacem a nossa democracia ou a nossa liberdade.”

Cobertura da Rede TV! das manifestações dia 7 significa transmissão mundial ao vivo