Após demissões, Alexandre Garcia e Caio Copolla são contratados pela TV Jovem Pan

O espaço para jornalistas e analistas políticos de viés conservador nas mídias tradicionais tem sido bastante restrito, uma vez que os meios de comunicação no Brasil, em sua maioria, são promotores dos ideais progressistas. Contudo, a TV Jovem Pan News parece ser um dos poucos veículos dispostos a fazer a diferença neste cenário.

Um fato que indica isso é a contratação do jornalista Alexandre Garcia e do comentarista político Caio Copolla. A emissora que estreou na semana passada na rede fechada e aberta, anunciou o acordo com os dois profissionais, após ambos serem demitidos da rede CNN Brasil.

Garcia, por exemplo, foi demitido da CNN após fazer a defesa do chamado “tratamento precoce” contra o novo coronavírus, apesar de estar atuando em um programa chamado “Liberdade de Opinião” – triste ironia!

“A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada”, afirmou a emissora ao explicar a demissão do jornalista.

Já Copolla, por sua vez, estava há meses sem atuar no programa de debates da mesma emissora, onde era o responsável por apresentar visões alinhadas à direita. O quadro também deixou de ser transmitido, saindo da grade da emissora, a pós a demissão do comentarista.

Com as novas contratações, a TV Jovem Pan está dando um passo no sentido de oferecer mais espaço à direita e ao conservadorismo, dando visibilidade a um público que até então vinha sendo ignorado pela grande mídia, mas que agora parece estar conseguindo chamar atenção através da grande influência das redes sociais.

Se continuar investindo nesse segmento, a TV Jovem Pan tem tudo para ocupar uma lacuna há muito carente de representatividade nas grandes emissoras do país, que é a da direita política com viés conservador, o que sem dúvida deverá preocupar, e muito, a velha imprensa.