Visando se ‘eternizar’, CPI da Pandemia quer virar Frente Parlamentar no Senado

Após seu término, previsto para novembro, a CPI da Covid pretende se tornar uma Frente Parlamentar no Senado, o que na prática tornaria o trabalho dos senadores envolvidos na comissão “eternizado”, ao menos até o fim da pandemia que ainda assola o mundo.

A decisão é baseada em proposta da senadora Zenaide Maia (PROS-RN), que inicialmente sugeriu a substituição da Comissão por um observatório informal.

Como frente parlamentar formal, o instrumento reunirá senadores para acompanhar a continuidade de investigações iniciadas pela CPI; receber novas denúncias; e cobrar respostas de autoridades. A frente ainda poderá propor alterações legislativas para o fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde).

A criação da Frente Parlamentar Observatório da Pandemia de Covid-19 foi confirmada pelo senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), vice-presidente da Comissão. “Trago uma informação importante: a CPI da Covid vai se transformar em uma frente parlamentar. O intuito continua sendo o de investigar, propor, acompanhar e cobrar soluções para a crise da pandemia!”, escreveu.

Criada e instalada no Senado em abril deste ano, a CPI da Covid ganhou notoriedade ao investigar possível omissão do Governo Federal na condução da pandemia de Covid-19. Após denúncias de servidor do ministério da Saúde, a Comissão passou a apurar também suposto esquema de corrupção na compra de vacinas pelo órgão. Com: UOL